fbpx

1º Campeonato de Robótica da EFG Luiz Rassi acontece com uma programação recheada de tecnologia

                                           Equipe de alunos de Robótica completa um ano de formação e recebe homenagem durante o evento

 

 Na noite da última segunda-feira (04), teve início o 1º Campeonato de Robótica da Escola do Futuro de Goiás (EFG) Luiz Rassi, na sede da escola, em Aparecida de Goiânia. O evento contou com inspeção de robôs, apresentações de robótica e rodas de conversa sobre temas geek, além de apresentação da Rede de Orquestra Jovem, que relembrou clássicos de games e filmes, como a trilha sonora da série Game of Thrones.

Os estudantes e a comunidade local que estiveram presentes no primeiro dia de campeonato, puderam interagir com o mundo virtual e ter experiências inesquecíveis através do óculos de realidade virtual. “Acreditamos que é importante integrar um projeto de extensão na área de Robótica, que a escola já desenvolve, dando oportunidade para que os alunos possam aprimorar o trabalho em equipe, e também integrar as escolas públicas próximas”, ressaltou Vinícius Seabra, diretor da EFG Luiz Rassi.

Na ocasião, a equipe de alunos de Robótica da unidade comemorou um ano de formação e foi homenageada com a entrega de uma placa, pelos professores. Uma das integrantes da equipe de Robótica da EFG Luiz Rassi, Eloá Oliveira, contou como tem sido a experiência. “Queremos alcançar mais estudantes através deste 1º Campeonato e mostrar o que a nossa equipe de Robótica tem feito ao longo deste ano”.

O evento segue com programação durante toda esta terça-feira (05), das 14h às 22h, na EFG Luiz Rassi, com exposições de projetos de Robótica, manutenção dos robôs, competições e maratona de programação e mini campeonato de LOL.

Conheça mais sobre as EFGs clicando aqui.

Saiba mais sobre o grupo Meninas na Robótica clicando aqui.

Quer fazer um curso na área de tecnologia? Acesse aqui.

 

EFG Conecta reúne centenas de alunos da rede pública de ensino em oficinas na área tecnológica

Aulas foram ministradas pelos professores das EFGs de forma lúdica com o intuito de despertar o interesse dos estudantes por novos conhecimentos

 

Aconteceu na manhã desta terça-feira (29), mais uma edição do EFG Conecta, das 8h às 11h30, nas escolas da rede pública de ensino do Estado, para alunos da 2ª e 3ª séries do Ensino Médio. O evento contou com a participação das Escolas do Futuro de Goiás (EFG) que ofereceram oficinas na área tecnológica. Uma ponte entre as EFGs e os estudantes para captação de novos alunos.
 
Fotografia para Mídias Digitais, O Mercado de Games no Brasil, Drone, Impressora 3D, Robótica e Desenhos na Mesa Digitalizadora, Empreendedorismo Digital e Produção Musical foram algumas das oficinas ministradas durante o EFG Conecta.
 
O Técnico de Laboratório de STAI, da EFG Luiz Rassi, Guilherme Silva, enfatizou a importância das oficinas. “Além de difundir o que é a Escola do Futuro, tentamos despertar nos alunos a curiosidade do que essas novas tecnologias são capazes de desenvolver”.
 
O objetivo do EFG Conecta é possibilitar que os jovens das escolas públicas conheçam os cursos que são oferecidos nas EFGs e se qualifiquem para o atual mercado de trabalho. “Temos que disponibilizar para nossos alunos uma gama de experiências e oportunidades de aquisição de conhecimentos ao currículo pedagógico do Ensino Médio, preparando-os para o futuro”, pontuou Walmir Alves Diniz, Chefe Pedagógico do Colégio da Polícia Militar de Goiás, setor Mansões Paraíso.
 
A aluna Larissa Basílio, da 2ª série do Ensino Médio, do CPMG Mansões Paraíso, destacou que o EFG Conecta é uma forma de despertar o interesse dos estudantes por outras áreas do saber. “As oficinas têm o papel fundamental para ampliar nossos conhecimentos recebidos em sala de aula”.
 
EFGs 
“A estrutura foi construída pensando no bem-estar dos alunos. As unidades possuem laboratórios com equipamentos tecnológicos de qualidade para jovens, empreendedores e setor produtivo”, ressalta o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, José Frederico Lyra Netto. 
 
As EFGs foram criadas pela lei nº 20.976/2021, com operacionalização mediante convênio firmado entre a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Universidade Federal de Goiás (UFG) - por meio do Centro de Educação Trabalho e Tecnologia (CETT) - e Fundação de Apoio à Pesquisa (Funape).

Após lançamento em Goiás, Programa Levemente é apresentado no Palácio do Planalto

O Diretor-Geral do CETT-UFG, Moisés Cunha, e a professora da Universidade de Harvard, Doris Sommer participaram da solenidade

Na última quarta-feira (23), aconteceu a apresentação do Programa Levemente, no Palácio do Planalto. Na ocasião, estiveram presentes o Diretor Geral do Centro de Educação, Trabalho e Tecnologia (CETT-UFG), professor Moisés Cunha, o Diretor Financeiro do CETT/UFG, Jonathan Clímaco, o Coordenador Técnico do CETT/UFG, professor João Teodoro, a Coordenadora do Programa Levemente, professora Marilucia Lago e a professora de Harvard, Doris Sommer.

O Programa Levemente tem por objetivo fortalecer as habilidades socioemocionais dos alunos das Escolas do Futuro de Goiás e prevenir a violência nas unidades da instituição pública de ensino, geridas pelo CETT-UFG. O programa inicialmente está sendo implementado nas unidades de Aparecida de Goiânia (EFG Luiz Rassi) e em Santo Antônio do Descoberto (EFG Sarah Lemos Kubitschek).

Os profissionais das escolas serão capacitados para abordar metodologias de ensino-aprendizagem e metodologias de cuidado com os alunos e a comunidade e, assim, desenvolver a criatividade para a prevenção de violências, e a resolução e mediação de conflitos nas escolas.

Será utilizada também uma metodologia denominada Pre-Texts, desenvolvida pela professora Doris Sommer, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, que utiliza arte e literatura para aportar a possibilidade de fortalecimento sócio-emocional, contenção de impulsos e transformação dos processo de violência e da agressividade com processos criativos.

O Levemente é uma iniciativa do Centro de Educação, Trabalho e Tecnologia da Universidade Federal de Goiás (CETT-UFG), em convênio com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI). A Universidade Federal de Goiás, através do CETT/UFG,  coloca à disposição professores e profissionais da instituição, altamente qualificados, a serviço dessa proposta inovadora que reúne concepções teóricas, metodologias e práticas exitosas comprovadas, observando o contexto brasileiro e a realidade do Estado de Goiás.

“É importante preparar os alunos para exercerem seu papel na coletividade, de maneira empática e solidária. E integrar educação e saúde para proporcionar melhoria na qualidade de vida dos estudantes”, ressaltou o professor Moisés Cunha, Diretor Geral do CETT-UFG.

“Problemas como bullying, suicídio, violência, uso de drogas e adoecimento mental de crianças, adolescentes, jovens e adultos, apontaram para a necessidade de se pensar o desenvolvimento integral da pessoa, como também, da função da escola para aquisição de tais competências e habilidades”, pontuou a professora Marilucia Lago, Coordenadora do Programa Levemente.

“Open Day” acontece nas Escolas do Futuro de Goiás, nesta sexta

EFGs estarão abertas para a comunidade com apresentações culturais, palestras e workshops

As Escolas do Futuro de Goiás (EFGs) realizam nesta sexta-feira (18), das 8 às 22 horas, mais um Open Day em 2023. Esta edição acontecerá simultaneamente em Goiânia (EFG José Luiz Bittencourt), Aparecida de Goiânia (EFG Luiz Rassi), Santo Antônio do Descoberto (EFG Sarah Luísa Kubitscheck) e Mineiros (EFG Raul Brandão de Castro). O evento tem o objetivo de divulgar a oferta de formação e projeto educativo à comunidade estudantil e empresarial.

Oficinas, palestras, utilização gratuita de equipamentos, atividades dinâmicas, rodadas de negócios, mesas redondas, podcasts, apresentações culturais e tour interno são algumas das atrações organizadas para conectar a comunidade com a EFG. A abertura da escola para o público externo é uma oportunidade de integrar a sociedade na atmosfera da instituição, bem como em suas ações, propostas e resultados.

No Open Day, a comunidade externa ainda conhece a estrutura física, os laboratórios, os ambientes de inovação e estabelecem contato com professores e colaboradores. “Os ambientes são projetados para inspirar e estimular a criatividade das pessoas que vierem visitar as EFGs. É um dia separado para oferecer assessoria e suporte a startups em estágios iniciais, fornecendo recursos, como espaço de escritório, mentoria e networking para ajudar as empresas crescerem e se desenvolverem”, ressalta o diretor da EFG Luiz Rassi, Vinicius Seabra.

Vinícius destaca ainda que a utilização do espaço de coworking das EFGs possibilita um ambiente de colaboração e o compartilhamento de ideias entre os participantes. "Ações como o Open Day visam ampliar e consolidar o ecossistema de inovação, favorecendo e estimulando a criação de novas oportunidades de trabalho", reforça.

Confira abaixo a programação de cada uma das EFGs para o Open Day: 

Serviço:
Open Day - Escolas do Futuro do Estado de Goiás (EFGs)
Data: 18 de agosto/23 (sexta-feira)
Horário: 8h às 22 horas
Locais:
*EFG José Luiz Bittencourt - Goiânia (Rua BF-25, esquina com Avenida JC-15, Bairro Floresta)
*EFG Luiz Rassi - Aparecida de Goiânia (Rua Rainha Elisabete, S/nº, Jardim Buriti Sereno)
*EFG Sarah Luisa Kubitschek - Santo Antônio do Descoberto (Rua 14, esq.c/Rua Dom Emanuel, Quadra B2-B, Setor Central)
*EFG Raul Brandão de Castro - Mineiros (Av. Cabeceira Alta com GO 341, Quadra 28 - Lote 20, Parque dos Jatobás)

 

Professor da EFG em Artes Basileu França, Alexandre Liah tem habilidades como ilustrador de livros literários

   

 

Artista visual já ilustrou dezenas de livros, desde a década de 1980

Alexandre Liah, professor de Artes Visuais da EFG Basileu França, é um dos artistas goianos mais procurados por escritores para a ilustração de seus livros. Recentemente, ilustrou dois deles: a reedição do romance Um Homem e sua Família, do professor aposentado da Faculdade de Letras da UFG, Braz José Coelho, cuja primeira edição data de 1997; e Pequenos contos em segredo, de Gustavo Neiva Coelho, publicado em 2021. 

“Já ilustrei dezenas deles, faço isso desde a década de 1980”, comenta Liah. “Os escritores me procuram e levam um exemplar impresso. A partir da leitura eu crio as ilustrações das capas e internas também. Minha inspiração vem das minhas percepções do que é tratado nos livros, mas acontece também de os autores escolherem obras que já tenho prontas”, complementa. No livro de Gustavo Neiva Coelho, o artista fez uma ilustração para cada conto. Já no de Braz Coelho fez as ilustrações da capa e da contracapa. 

Quem é o artista professor 

Filho de ucranianos que vieram para o Brasil fugindo da segunda guerra mundial, Alexandre Liah nasceu na cidade de Goiânia em 1960. Frequentou ateliês de vários artistas ativos em Goiás na década de 1970, tais como D. J. Oliveira, Cleber Gouveia, Siron Franco e Roos. Trabalhou em agências de propaganda na década de 1980. Realizou exposições individuais em Goiânia, São Paulo e Brasília. Recebeu diversos prêmios regionais e nacionais dentre eles o Prêmio BEG e o Prêmio Curitiba Arte 6, além de menções honrosas e medalhas de reconhecimento pela trajetória artística. Possui obras em numerosas coleções particulares no Brasil e no exterior. Na trajetória docente, Liah foi, por muitos anos, professor da Escola de Artes Visuais (EAV), ligada à Secretaria de Cultura do Estado de Goiás (Secult-GO), tendo sido também diretor da instituição.