fbpx
EFG Conecta reúne centenas de alunos da rede pública de ensino em oficinas na área tecnológica

EFG Conecta reúne centenas de alunos da rede pública de ensino em oficinas na área tecnológica

Aulas foram ministradas pelos professores das EFGs de forma lúdica com o intuito de despertar o interesse dos estudantes por novos conhecimentos

 

Aconteceu na manhã desta terça-feira (29), mais uma edição do EFG Conecta, das 8h às 11h30, nas escolas da rede pública de ensino do Estado, para alunos da 2ª e 3ª séries do Ensino Médio. O evento contou com a participação das Escolas do Futuro de Goiás (EFG) que ofereceram oficinas na área tecnológica. Uma ponte entre as EFGs e os estudantes para captação de novos alunos.
 
Fotografia para Mídias Digitais, O Mercado de Games no Brasil, Drone, Impressora 3D, Robótica e Desenhos na Mesa Digitalizadora, Empreendedorismo Digital e Produção Musical foram algumas das oficinas ministradas durante o EFG Conecta.
 
O Técnico de Laboratório de STAI, da EFG Luiz Rassi, Guilherme Silva, enfatizou a importância das oficinas. “Além de difundir o que é a Escola do Futuro, tentamos despertar nos alunos a curiosidade do que essas novas tecnologias são capazes de desenvolver”.
 
O objetivo do EFG Conecta é possibilitar que os jovens das escolas públicas conheçam os cursos que são oferecidos nas EFGs e se qualifiquem para o atual mercado de trabalho. “Temos que disponibilizar para nossos alunos uma gama de experiências e oportunidades de aquisição de conhecimentos ao currículo pedagógico do Ensino Médio, preparando-os para o futuro”, pontuou Walmir Alves Diniz, Chefe Pedagógico do Colégio da Polícia Militar de Goiás, setor Mansões Paraíso.
 
A aluna Larissa Basílio, da 2ª série do Ensino Médio, do CPMG Mansões Paraíso, destacou que o EFG Conecta é uma forma de despertar o interesse dos estudantes por outras áreas do saber. “As oficinas têm o papel fundamental para ampliar nossos conhecimentos recebidos em sala de aula”.
 
EFGs 
“A estrutura foi construída pensando no bem-estar dos alunos. As unidades possuem laboratórios com equipamentos tecnológicos de qualidade para jovens, empreendedores e setor produtivo”, ressalta o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, José Frederico Lyra Netto. 
 
As EFGs foram criadas pela lei nº 20.976/2021, com operacionalização mediante convênio firmado entre a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Universidade Federal de Goiás (UFG) - por meio do Centro de Educação Trabalho e Tecnologia (CETT) - e Fundação de Apoio à Pesquisa (Funape).