fbpx

Filarmônica de Goiás apresenta concerto com obras francesas

A Orquestra Filarmônica de Goiás (OFG) faz uma noite de música francesa para inspirar tanto o público, quanto os músicos. No programa estão Camille Saint-Saens, Gabriel Fauré e Paul, Dukas - compositores de músicas cheias de cor, fantasia e brilho. O concerto acontece nesta quinta-feira (20) a partir das 20 horas, no Palácio da Música do Centro Cultural Oscar Niemeyer. O acesso do público é por ordem de chegada, sem a retirada de ingresso com antecedência.

O Saint-Saens e o Fauré possuem obras conhecidas no repertório: o primeiro, um verdadeiro virtuoso “tour de force” para a orquestra e o segundo, uma obra cheia de uma melancolia sonhadora. A principal obra da noite é de um compositor conhecido, Paul Dukas, e que raramente é tocada. Ele ficou famoso por sua peça “O Aprendiz de Feiticeiro”.

Design sem nome 57

Foto reprodução: Victor Ferreira

“Gosto de apresentar trabalhos que não são tão conhecidos. A minha regra mais importante quando escolho o repertório é ‘respeite seu público’. Não dê apenas as mesmas coisas, que eles já sabem. Acho que as pessoas gostam de ouvir algo diferente e o público de Goiânia é muito aberto a isso”, enfatiza o diretor artístico e maestro da Filarmônica, Neil Thomson.

Segundo Neil, quando as pessoas vão aos concertos da Filarmônica de Goiás o propósito é que elas se sintam emocionalmente inspiradas e animadas. “Uma noite cheia de energia brilhante, drama e lirismo. Música para inspirar e elevar a alma é o que elas irão encontrar nesta quinta-feira.”

A apresentação faz parte do projeto “Raízes”, que visa democratizar a música de concerto entre os goianos. A OFG é ligada à Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi) e gerida pelo Centro de Educação, Trabalho e Tecnologia (CETT) da Universidade Federal de Goiás (UFG).