fbpx

Basileu França promove exposição “Dual: do Moderno ao Contemporâneo” até 1º de novembro

A exposição “Dual: Do Moderno ao Contemporâneo”, dos alunos de Formação Inicial e Continuada - FIC (Infanto Juvenil), de Artes Visuais, da Escola do Futuro de Goiás (EFG) em Artes Basileu França está aberta para o público. A mostra conta com trabalhos de 24 alunos, que se inspiraram na Semana de Arte Moderna, ocorrida no Brasil em 1922 e em outras referências da arte contemporânea mundial. A visitação à Galeria de Artes Basileu França é gratuita, porém precisa ser agendada pelo e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Dentro do contexto da Semana de 1922, alunos da professora Edna de Sá desenvolveram uma instalação: “Encontro de ideias”, com produções de desenhos e pinturas em filtros de café e sachê de chá. Tendo como referência Anita Mafaltti e Joan Miró vão apresentar “Os Faróis”. Para a construção desta obra, foram utilizadas criações de desenho e pintura em tecido e colagem sobre cone de trânsito. Para as telas, foram trabalhadas técnicas de desenho, papietagem, pinturas impressionistas, recortes e colagens com barbantes.

Design sem nome 63

Foto reprodução: Carlos Catini

A literatura e as artes plásticas caminharam de uma forma unida no período modernista, assim, também teve a participação genuína das linguagens da música e da dança. Pensando em explorar estas linguagens, os alunos produziram pinturas em brochuras de livros, embasadas no estilo de pintura da artista do Reino Unido, Maisie Matilda. Para a referência das pinturas nestes livros, foram escolhidos Cândido Portinari, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral e temas livres. Também foram desenvolvidos pensamentos e dizeres em forma da arte lettering nas capas dos livros pintados. Todas estas ideias culminaram na instalação artística Isto é Arte?

Os alunos da professora Deliane Godinho retrataram pinturas em forma de releitura, telas que projetam volume tridimensional com papietagem, representando obras de artistas renomados do estilo modernista e pós-impressionismo, na qual os artistas inspiraram um novo estilo quebrando rupturas do estilo clássico.

Representaram nas telas obras “A Noite Estrelada” de Vincent van Gogh, “O grito” de Edgard Munch, “Abaporu” de Tarsila do Amaral, “Carrefour de Makabry” de Henri Matisse, “Maçã borboleta” de Vladimir Kush e “O Farol” de Anita Malfatti. Foram realizadas, ainda, pinturas em garrafões inspirados nos autorretratos de Frida Kahlo.

O artista Calder também inspirou a instalação “Móbile Animado”, que representa de uma forma lúdica e criativa os personagens. Com estrutura de arame e materiais recicláveis deram estrutura e os objetos recicláveis de tampa de garrafa deram sensação de movimento à peça.

A exposição é uma realização da EFG em Artes de Goiás Basileu França, instituição ligada à Secretaria de Desenvolvimento e Inovação (Sedi) e gerida pelo Centro de Educação, Trabalho e Tecnologia (CETT) da Universidade Federal de Goiás (UFG).

SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
CNPJ: 21.652.711/0001-10