fbpx

Escola do Futuro em Artes Basileu França é homenageada pela Câmara de Vereadores de Goiânia

O governador Ronaldo Caiado apoia e pensa na arte da cultura fundida com a vida das pessoas”, destaca secretário estadual de Desenvolvimento e Inovação, Marcio Cesar Pereira, durante solenidade  

Uma escola reconhecida pela gama de gêneros artísticos que oferece, que detém inúmeras premiações nacionais e internacionais, mas que, não obstante à qualidade técnica, se esmera e tem como missão melhorar a perspectiva de vida de seus alunos na sociedade. 

Foi essa mensagem que a Câmara Municipal de Goiânia solidificou ao homenagear a Escola do Futuro de Goiás (EFG) em Artes Basileu França, durante sessão especial realizada no plenário da Casa, na última sexta-feira (1o/4). A propositura da solenidade foi do vereador Joãozinho Guimarães. 

52e9fe77 596f 41e8 98fe fe7082d93889

Foto reprodução: Antônio Silva 

Ao discorrer um pouco sobre a trajetória do Basileu França, que nasceu em 1967 como Escola de Artes Veiga Valle, o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), Marcio Cesar Pereira, ressaltou a nova missão que a instituição recebe da atual gestão do Governo de Goiás. “O Basileu não forma só artistas, ele forma artistas preparados para o mercado de trabalho; isso multiplica a arte e gera receita”, enfatizou. 

O caráter profissionalizante, explicou o secretário, somou-se ao cultural e pedagógico, marcas já registradas da escola. “Nosso pensamento transborda a parte artística e chega também em desenvolvimento do Estado”, detalhou, não antes sem mencionar um dos principais objetivos do Basileu França atualmente: “O governador Ronaldo Caiado apoia e pensa na arte da cultura fundida com a vida das pessoas”. 

A inserção com a comunidade está explicitada na reforma por que passa a instituição. O teatro, por exemplo, cuja obra foi finalizada no final de 2021, já está apto a receber espetáculos e apresentações de outras companhias que não somente as encenadas pelas pratas da casa. A revitalização de todo o espaço de 10 mil metros quadrados, em andamento, prevê uma integração maior entre professores, alunos e artistas do Basileu França com a sociedade, principalmente com o público ligado à área de educação, já que duas universidades estão instaladas na região. 

Homenagem       

“Fico lisonjeado por ter proposto essa homenagem a essa escola que tem tanto prestígio nacional e internacional”, assim o vereador Joãozinho Guimarães começou o discurso que abriu a solenidade na Câmara Municipal. “Nosso objetivo é reconhecer todo o trabalho desenvolvido por vocês, a dedicação que têm para levar arte e cultura para a nossa cidade”. 

A diretora da EFG em Artes Basileu França, Lóide Magalhães, uma das agraciadas com o diploma de honra ao mérito, falou sobre a importância social da instituição. “O Basileu veio para transformar a vida dos trabalhadores da cultura; queremos que eles saiam da informalidade e sejam profissionais gabaritados”, sentenciou. “Eu acredito que a educação e a cultura mudam a vida das pessoas”. 

Além da diretora, o vice-diretor Juliano de Castro e vários profissionais da EFG foram homenageados durante a solenidade. A cerimônia ainda contou com uma apresentação musical do sexteto de metais e percussão da Banda Sinfônica Jovem de Goiás, regida pelo maestro André Luiz.  

 

Fonte: Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi)