fbpx

Concerto de Páscoa para toda a comunidade

A Orquestra Infantil Mozart e a Orquestra Sinfônica Jovem Pedro Ludovico Teixeira, que integram os Grupos Sinfônicos da EFG em Artes Basileu França, realizam o “Concerto de Páscoa”, com entrada franca para a comunidade. O espetáculo acontece nesta quarta-feira (13/04), a partir das 20h, no Teatro Escola Basileu França e a entrada é por ordem de chegada. No programa estão obras de Vivaldi, Bizet, May, Martin e Caponegro.

A Orquestra Infantil Mozart e a Orquestra Sinfônica Jovem Pedro Ludovico Teixeira, que integram os Grupos Sinfônicos da EFG em Artes Basileu França, realizam o “Concerto de Páscoa”, com entrada franca para a comunidade. O espetáculo acontece nesta quarta-feira (13/04), a partir das 20h, no Teatro Escola Basileu França e a entrada é por ordem de chegada. No programa estão obras de Vivaldi, Bizet, May, Martin e Caponegro.  O concerto terá duas peças regidas pelo maestro Erick Félix, da Orquestra Sinfônica Jovem Pedro Ludovico Teixeira. A primeira será o “Concerto nº 3 para Violino e Orquestra de Cordas” de Antônio Vivaldi. Nessa interpretação, a orquestra terá a participação do professor e violinista, Marcus Moreno. Na sequência, o público vai poder assistir “L'Arlesienne - Suíte N° 2” de Georges Bizet.

Orquestra Sinfônica Jovem Pedro Ludovico Teixeira 1

Foto reprodução: Orquestra Sinfônica Jovem Pedro Ludovico Teixeira

“Essa mescla de peças de diferentes períodos da Música, no caso Barroco com Vivaldi e Romântico com Bizet, traz um conhecimento muito interessante”. O maestro Erick Félix, disse ainda que o concerto será lindo e está sendo preparado com muito empenho e paixão de todos os envolvidos.

A Orquestra Infantil Mozart, composta por crianças e adolescentes, regida pelo maestro Tiago Biscaro também sobe ao palco. Os jovens talentos musicais vão interpretar “March and Canon” de Thomas May; “Little Helper” de Peter Martin; “Sleigh Bell Polka” de Peter Martin e “Shoe Simphony” de John Caponegro.

Segundo o maestro Tiago Biscaro, essas músicas estimulam tanto a execução, quanto a audição dos músicos e da plateia. “Como estratégia pedagógica, a orquestra será acompanhada de sons complementares – no formato de playback. Assim, irá elevar o nível da percepção e vivência musical de todos”, finaliza.