Basileu França passa a ser coordenada de forma compartilhada entre o Governo de Goiás e a UFG

No dia 20 de agosto o Governo do Estado de Goiás e a Universidade Federal de Goiás (UFG) firmaram um convênio educacional para gestão das seis Escolas do Futuro de Goiás (EFGs) e dos 17 Colégios Tecnológicos do Estado de Goiás (Cotecs). A parceria inédita entre as duas instituições foi realizada em uma breve cerimônia no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, sede do governo estadual.

Com o fim da participação das Organizações Sociais (OS) na gestão da educação profissionalizante em Goiás, a EFG Basileu França passa a ser gerenciada pela UFG, por meio da Fundação de Apoio à Pesquisa (FUNAPE).

O convênio entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi) e a universidade visa garantir as Escolas do Futuro maior acesso ao ensino, pesquisa e extensão aproveitando as experiências do ensino de graduação e pós-graduação da instituição.

BasileuFranca

Foto divulgação: Jornal A Redação

De acordo com o Secretário da Sedi, Márcio César Pereira, o Basileu é a única escola do Brasil que trabalha simultaneamente com cinco eixos artísticos: música, circo, dança, teatro e artes plásticas. Além das mudanças administrativas, a escola em artes, localizada no Setor Leste Universitário, iniciou ainda em agosto uma reforma estrutural do seu teatro com adequações na parte hidráulica, elétrica e na maquinaria do local. Os gastos nessa primeira etapa da reforma podem chegar aos 10 milhões de reais. O cronograma de ações da reforma devem ser finalizados em 2022 com a revitalização total do prédio.

O Basileu França já possui um trabalho reconhecido internacionalmente dentre as melhores escolas da América Latina e, associada ao projeto, deve promover a formação e a capacitação profissional e cidadã. Inicialmente as Escolas do Futuro vão oferecer eixos de conhecimento como Negócios, Informação e Comunicação, Produção Cultural e Design.

Fonte: Jornal O Popular - 06/09/2021


ufg footer logo sedi footer logo

acesso